Notícias
Valterci Santos/Clube Curitibano.

Solidariedade na 1ª Copa Ricardo Monteiro

O Ginásio de Esportes do Clube Curitibano foi palco no último domingo, 24 de novembro, do evento beneficente, 1ª Copa Ricardo Monteiro de Judô, que tem como objetivo arrecadar fundos para o ex-judoca que batiza o torneio e que está há 10 anos na UTI devido à ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica).

Ricardo Monteiro sofre com a doença neurodegenerativa e não consegue mais se comunicar, já que o único movimento efetivo é com os olhos. Porém, a evolução tecnológica trouxe esperança para o ex-judoca e seus entes queridos, graças a criação do leitor ótico, com um programa de comunicação inteligente que aliado ao computador pode fazer ele se comunicar eletronicamente.

Mas para adquirir o equipamento era preciso uma grande quantia em dinheiro. A partir disso, amigos e professores do Clube Curitibano organizaram a Copa Ricardo Monteiro de Judô. Com a contribuição de 217 inscritos, 28 do Curitibano, e patrocinadores, a competição conseguiu arrecadar R$ 24.518,24, que foi repassado para a esposa de Ricardo, Maria Constanza Monteiro Blasco, durante uma cerimônia.

“Estou muito agradecida por essa iniciativa dos amigos do Ricardo que estão de todo o coração ajudando o projeto do aparelho que vai ajudar ele a se comunicar depois de 11 anos”, reconheceu. Emocionada, Maria Constanza revelou que Ricardo Monteiro conseguiu expor a felicidade quando soube que a competição que leva o seu nome seria realizada no Clube Curitibano.

“Ele não tem movimento no rosto, mas quando contaram do judô e do campeonato veio todo o contexto das crianças lutando, o objetivo disso, ele abriu um sorriso. É quase um milagre”, confessou Constanza, que nasceu na Argentina e tem uma filha fruto do seu casamento com Ricardo.

Confira o vídeo exibido durante a homenagem ao ex-judoca Ricardo Monteiro:

Se dentro do tatame os pequenos lutadores de 4 a 12 anos lutaram por um futuro no Judô, Ricardo Monteiro está em uma batalha diária pela sobrevivência e, graças aos amigos e ao esporte, tem novamente a possibilidade de conseguir se comunicar.

Leia também:

Festival da Escolinha de Natação encanta nadadores e familiares

Pequenos atletas são promovidos de faixa no Judô

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades