Notícias
Foto: Gustavo Garrett/Clube Curitibano.

A arte dos bastidores

No ano em que completa 15 anos, o Grupo de Teatro do Clube Curitibano precisou se afastar dos palcos. A pandemia cancelou a estreia do tradicional espetáculo anual e obrigou o grupo a descobrir novas formas de atuar, ensaiar e continuar expressando sua arte. Um dos caminhos, explica a diretora do projeto, Cleide Piasecki, foram as leituras dramáticas via chamadas de vídeo.

“Dentre outros textos, lemos ‘O Auto da Compadecida’, ‘O Santo e a Porca’ e ‘Torturas de um Coração’, todos de Ariano Suassuna. O plano inicial era fazer uma apresentação online, via Zoom”, conta Cleide. A ideia se desenvolveu e se transformou em quatro oficinas de aperfeiçoamento para os atores.

O principal objetivo era aproveitar o período para que os membros do GTCC aprendessem mais sobre os processos que envolvem uma produção teatral. “Quando você está trabalhando como ator, acaba tendo poucas oportunidades de acessar outros profissionais e conhecimentos técnicos da produção. Nas oficinas buscamos trabalhar isso.”

Para as aulas, que foram ofertadas entre agosto e novembro deste ano, foram convidados quatro profissionais renomados da produção audiovisual: Mauro Zanatta para a oficina de interpretação em comédia e clown (linguagem teatral em que o ator apresenta de forma exagerada); Melissa Giowanella para a de imagem e mídias digitais; Marcelino de Miranda para a de pesquisa e criação de maquiagem; e Fernando Bachstein para a de pesquisa e criação de figurinos.

No trabalho final das oficinas, os atores tiveram que elaborar três criações diferentes. Eles deveriam desenvolver um personagem realista, transformá-lo para a linguagem clown e, depois, para um animal. Tiveram ainda que conceber o figurino de cada um dos três personagens, como se fossem interpretadas em espetáculos diferentes. “Eles puderam trabalhar a produção como um todo. Criação, figurino, maquiagem, luz e posicionamento de câmera. Para um ator, isso é muito enriquecedor”, conta Cleide.

Os resultados do período de estudo poderão ser vistos em breve, com o retorno das atividades do GTCC e na apresentação das próximas peças. Enquanto não temos novas produções, aproveite para relembrar alguns dos maiores espetáculos desses últimos 15 anos na série de reportagens “No Palco do Alcides Munhoz”, disponível aqui no site do Clube Curitibano. Você pode rever “Sherazade” de 2019 ou “Drácula – A Comédia”, de 2014.


Leia também:

No Palco do Alcides Munhoz: Drácula, a comédia

No Palco do Alcides Munhoz: Serafim

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades