Notícias
Arte: Camila Lunard/Clube Curitibano.

Ação Social organizada por golfistas do Clube ajuda 20 famílias

Neste cenário pandêmico devido ao novo coronavírus, os atos de solidariedade tornaram-se ainda mais essenciais, já que diversas famílias estão precisando de ajuda neste momento de incertezas. Com esse objetivo, os golfistas do Clube Curitibano se reúnem de maneira online desde março e organizam uma ação social que arrecada donativos, visando ajudar as famílias dos caddies que estão passando por dificuldades.

O projeto social começou quando as sedes do Clube foram fechadas por causa da pandemia de Covid-19. Os capitães de Golfe, Fernanda Roccon e Jairo Rocha, e o diretor da modalidade no Curitibano, Cristian Kim, entraram em contato com alguns golfistas e organizaram as entregas das cestas, que contêm alimentos básicos, álcool e produtos de limpeza e higiene pessoal.

As duas ações realizadas em março e abril ajudaram 11 famílias dos caddies que não tinham um outro trabalho além do realizado na Sede Romão Rodrigues Branco. A ação social gerou uma grande repercussão entre os golfistas do Clube e novos integrantes estavam dispostos a ajudar mais pessoas.

A partir da terceira entrega realizada em maio, os golfistas definiram que ajudariam não somente os caddies que trabalhavam apenas com Golfe, mas também aqueles que estavam precisando de ajuda e não trabalhavam só na modalidade. Depois de um novo levantamento, a ação social ajudou mais 20 famílias nos últimos dois meses.

Uma das organizadoras, Fernanda Roccon revelou o quão engajados estão os golfistas neste projeto. “A sensação é que a gente gostaria de poder ajudar muito mais, a gente tem acompanhado tantas situações, mas que infelizmente nem sempre é possível contribuir. São todos os golfistas que estão ajudando, estamos preocupados, somos solícitos. Os golfistas são solidários e querem ajudar os caddies”, afirma a capitã da modalidade.

Ajuda ao pequeno comércio

Além de ajudar os caddies, os golfistas também contribuem para o comércio local, já que as compras dos donativos que fazem parte das cestas são realizadas em um pequeno supermercado de Quatro Barras. “A gente ajuda o comércio local porque são compras grandes e, por outro lado, eles também nos ajudam porque não é uma cesta básica comum”, conta Fernanda.

Os funcionários do supermercado fazem o processo de separação dos produtos, de acordo com o montante de dinheiro arrecadado, mandam as fotos para os golfistas dos produtos que compõem as cestas, embalam e entregam para os organizadores na portaria da Sede do Golfe, que está aberta mesmo com a SRRB fechada.

A partir disso, alguns golfistas planejam e fazem o processo de entrega das cestas aos caddies na portaria da Romão Rodrigues Branco.

Depois de quatro meses, a ação social dos atletas do Golfe do Clube Curitibano vai continuar ajudando as famílias dos caddies mais necessitados.

Fotos: Divulgação/Clube Curitibano.

Leia também:

Confira os livros mais indicados para os golfistas

Confira os filmes mais indicados para os golfistas

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades