Notícias

Atletas do Voleibol seguem uma rotina de atividades em casa

Respeitando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) que tem como objetivo de conter a Pandemia do Covid-19, as cinco sedes do Clube Curitibano fecharam as portas pela primeira vez em toda a sua centenária história. Mesmo assim, os colaboradores responsáveis pelas modalidades esportivas desenvolveram treinamentos para as associadas praticarem dentro de suas respectivas casas.

Com objetivo de manter as atletas ativas no Voleibol, o professor Bernardo Romano desenvolveu um planejamento de atividades para as praticantes da modalidade olímpica. O principal objetivo dos treinos é minimizar ao máximo a perda física.

Apesar da dificuldade em reproduzir os treinos do Voleibol dentro de casa, as atletas realizam diversas atividades que trabalham a parte de coordenação motora, agilidade e o sistema cardiorrespiratório. Alguns exercícios executados são a escada de agilidade e o deslocamento com cones, que também pode ser realizado utilizando uma bola de Voleibol.

Jogadora da equipe sub-16 do Clube Curitibano, Isabella Costantini é uma das atletas que participam das atividades. A levantadora elogiou o planejamento de exercícios em casa. “Eu acho isso uma ideia incrível. É muito bom saber que os nossos técnicos se preocupam com a gente, e querem ver nossa melhoria. Fazer esses treinos por conta própria faz com que você esteja consciente do que deve realizar, o que é muito bom para o nosso crescimento”, exalta.

Para ajudar a conter a Pandemia do Covid-19 é importante que os associados do Clube Curitibano continuem dentro das suas residências.

Leia também:

Equipe sub-16 conquista a medalha de prata na Taça Curitiba

COVID-19: Carta da Diretoria

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades