Notícias
Baile de Aniversário: 137 anos de História do Clube Curitibano
Foto: Cintya Hein

Baile de Aniversário: saiba como foi a festa

Na noite de 23 de março, o Salão Rubens Arles Bettega recebeu cerca de 400 associados e convidados para celebrar os 137 anos de um dos maiores clubes da América Latina. Com trajes luxuosos, música ao vivo e decoração fina, o Curitibano reverenciou sua história, enalteceu suas conquistas e festejou o sucesso da associação. “Esse aniversário é de todos nós, sócios do Curitibano”, reforçou a primeira-dama, Laura Fagundes Ramalho. “Eu acredito que não tenha um associado que, ao recordar os momentos incríveis de sua vida, feche os olhos e não tenha um momento vivido aqui dentro”.

Para começar a noite, uma farta mesa de antepastos com queijos, frutas e iguarias esteve à disposição dos convidados. Para o jantar, oito pratos quentes com o melhor da culinária internacional, como lagosta ao thermidor e cordeiro com molho de ervas e hortelã. Próximo às 23h, o presidente Renato Ramalho subiu ao palco junto à primeira-dama, dando início à cerimônia de abertura. “A celebração faz com que tenhamos este rito coletivo de que estamos no caminho certo, de que estamos crescendo, estamos sólidos”, discursou o presidente. “Mas todos esses títulos que o Curitibano tem vão para a parede. Todos os recursos se transformam em pedras, em tijolos. Somente a celebração vai para o coração”, completou.

 

Para deixar a noite ainda mais especial, o Coral do Curitibano apresentou o hino do Clube e deu força ao “parabéns para você”, cantado em uníssono entre os presentes. Apagadas as velas e feitos os brindes, a diretoria dançou a primeira valsa sob o famoso lustre do Salão, abrindo a pista de dança. “É uma satisfação estar aqui”, celebrou Claudio Luiz Mader, Diretor da Sede Concórdia. “Quase não temos mais bailes tradicionais, este talvez seja um dos únicos da cidade. Então é muito gostoso poder encontrar os amigos, os familiares, em uma festa assim. Estes 137 anos não são pouca coisa”.

Já o ex-presidente do Curitibano, Joaquim Miró, reforçou a importância de celebrar a herança do Clube ao mesmo tempo em que se projeta o futuro. “O Clube tem que manter as tradições pensando no futuro dos novos sócios, das crianças que estão aí nas escolinhas de esportes”, apontou Miró. “Temos que estar sempre em expansão”.

Confira a galeria do evento:

Leia também:

>> Sherazade: peça estreia nesta quinta-feira (28) no Festival de Teatro de Curitiba

>> Preservar para valorizar: conheça o projeto de restauro do Concórdia

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades