Notícias

Centro de Integração terá nova área de convivência e serviços

O Centro de Integração, no coração da Sede Barão, deve passar em breve por uma revitalização. A nova área terá uma oferta maior de serviço aos associados e, principalmente, um espaço confortável para passar o tempo, bater um papo ou mesmo trabalhar. Para chegar em uma nova proposta para o espaço, que tem mais de 600 metros quadrados e inclui também o Salão Gourmet e o antigo restaurante, o Clube Curitibano trouxe um modelo inovador de estudo e criação de propostas em parceria com o Atelier 1901.

Incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, o Atelier 1901 é um espaço de capacitação por meio da prática projetual e, também, um hub de captação de projetos. O objetivo é auxiliar os jovens profissionais nos primeiros anos de carreira, com a curadoria dos idealizadores do Atelier e o apoio de arquitetos mais experientes e uma rede de parceiros técnicos. Como hub de captação de projetos, o Atelier 1901 desenvolve uma série de propostas que colocam seus incubados à frente dos projetos apresentados aos clientes finais.

No caso do Curitibano, o Atelier 1901 apresentou um estudo de viabilidade para a revitalização do Centro de Integração, resultado de uma imersão de um mês, que incluiu visitas à Sede Barão, conversas com associados e uma extensa pesquisa sobre tendências de consumo e comportamento. Para o estudo, os arquitetos incubados do Atelier 1901 receberam workshops de Design de Serviço – conceito inovador aplicado para o desenvolvimento deste novo espaço. “Recebemos um grupo de 14 arquitetos na nossa sede. Eles puderam observar como as pessoas usam o Clube e ocupam os espaços. Além disso, fizeram uma série de conversas com frequentadores, para ouvir as percepções dos associados sobre os serviços e sobre o que falta na unidade”, explica o Diretor de Cultura e Comunicação, Rafael Perry.

Essas pesquisas ajudaram a compor um diagnóstico sobre as demandas e interesses dos frequentadores. O estudo apresentado para o Clube também trouxe tendências de mercado e até um perfil da oferta de serviços disponível na região do Água Verde.

“O estudo nos mostrou uma série de oportunidades de ocupação do espaço de forma moderna, democrática e funcional. Muitas delas coincidiram com ideias que nós também tínhamos para a sede. Acredito que vamos resolver um pedido recorrente dos nossos associados que é o de ter uma área de convivência no Clube, para conversar, encontrar com os amigos, ler um livro ou trabalhar entre uma atividade e outra, ou enquanto aguardam os filhos”, diz o Vice-Presidente do Curitibano, Fabio Helm.

O projeto entra agora em uma segunda etapa, chamada Maratona Criativa 1901 – um concurso para arquitetos com até quatro anos de formados (com colação de grau entre 2017 e 2021) e estudantes de arquitetura dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Eles receberão as informações do estudo de viabilidade como fundamentação para os projetos, que podem ser apresentados individualmente ou em grupo.

“O formato de maratona tem sido muito utilizado por clientes que buscam não só receber diferentes propostas para decidir por uma, mas porque possibilita o acesso a uma variedade de conceitos e ideias que abusam da criatividade e, muitas vezes, surpreendem”, comenta Ismael Gustavo Zanardini, idealizador do Atelier 1901, ao lado de Thatiane Botto de Barros, sócios do Studio BaZa Arquitetura e Interiores.

A grande vantagem, diz o Diretor de Engenharia do Curitibano, Hamilton Braga de Oliveira, é justamente ter essa oportunidade de receber mais de uma proposta para cada área do Centro de Integração, trazendo mais ideias para discussão.

As inscrições para o concurso começam nesta segunda-feira (1/3) e podem ser realizadas no site do Atelier 1901 até o dia 15 de março – Clique aqui e acesse o site. Mais informações e regulamento também estão disponíveis no mesmo site. Podem participar estudantes e arquitetos do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os projetos finalistas serão apresentados e avaliados pela Diretoria e, na etapa final, levados para votação dos associados – em data e formato a serem definidos.

Clique aqui e confira todos os detalhes do edital.

Sobre o Atelier 1901

Incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, o Atelier 1901 é um modelo de negócio inovador. Lançado no fim de 2019 em Curitiba, a incubadora procura auxiliar esses jovens profissionais a darem os primeiros passos em suas carreiras, promovendo a capacitação por meio da prática projetual com a assessoria de arquitetos mais experientes.

De lá para cá, o Atelier 1901 já desenvolveu dezenas de projetos para atender demandas específicas de diferentes clientes, comerciais ou residenciais. Uma das práticas mais utilizadas para essas demandas é a realização de maratonas criativas envolvendo seus incubados.


Leia também:

Conheça o MEC, Método de Equilíbrio Corporal

Importância do uso de máscaras: conversa com Dr. Pedro Murara, médico do esporte

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades