Notícias

Clube Curitibano doa 76m² de tatames à Dojo beneficente

Nesta quarta-feira, 14 de abril, o Clube Curitibano oficializou a entrega de 76 m² de tatames ao Dojo CESAR, Centro de Estudo em Saúde e Artes Marciais. A iniciativa foi uma doação à essa instituição sem fins lucrativos que promove o ensinamento das práticas e filosofias do Karatê à pessoas em vulnerabilidade social.

Os tatames, importados da Alemanha em 1997, foram até o segundo semestre de 2019 a base de treinamento para os alunos de artes marciais do Clube. A troca do material coincidiu com a criação e desenvolvimento do CESAR, e ali foi vista uma oportunidade perfeita para o encaminhamento do suporte. 

A ideia veio do associado e faixa preta de Karatê Sérgio Gouveia. Ele é amigo pessoal de Julio Cesar Bassan, professor de Educação Física na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, um dos maiores mestres de Karatê do estado e criador do CESAR. “Com a disponibilidade dos tatames, eu fiz essa comunicação entre o Clube e o Centro, apresentando o propósito da associação e as pessoas envolvidas. Os tatames têm 20 anos, mas estão em ótimo estado e podem ser aproveitados”, contou Sérgio.

A solicitação foi apresentada e aprovada pelo Departamento de Esportes e pela Diretoria. Para a assinatura final da doação estavam Sérgio, Bassan, os Supervisores de Esportes do Clube Curitibano Aleci de Oliveira e Maurício Schreiber, os associados e também karatecas, Fernando Cabral e Fernando Wolter, e o coordenador técnico do CESAR, Samuel Ferreira.

O CESAR

A ideia do Centro surgiu a cerca de dois anos nos jantares que o grupo de amigos de Bassan, Sérgio, Cabral, Wolter e Ferreira organizavam. O principal objetivo era criar um espaço que passasse os ensinamentos da arte marcial para além da luta, em sua filosofia e benefícios para a saúde. “A gente pensou em deixar uma contribuição para a futura geração. Um local que diferentes pessoas possam usufruir e aprender sobre o esporte”, explicou Bassan. 

O CESAR foi construído à diversas mãos no quintal de Bassan, que é o Sensei do Dojo. Cada um contribuiu como podia, desde ideias para o projeto de engenharia, até os materiais de treinamento. Todos os tatames do espaço foram doados pelo Clube Curitibano.  

O plano para os próximos anos e trazer mestres de diferentes artes para agregar ao conhecimento transmitido no espaço, que atende atletas profissionais em vulnerabilidade e iniciantes no esporte que buscam qualidade de vida e saúde. “Nós atendemos pessoas com câncer, crianças e adultos com depressão, entre outros. Nosso objetivo aqui não é ser uma academia. Nosso objeto é contribuir para o desenvolvimento intelectual e para a saúde física e mental das pessoas”.


Leia também: 

Matrículas de novos alunos em Artes Marciais e Badminton

Participe do leilão beneficente e ajude famílias de Curitiba e região

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades