Notícias
Foto: Clube Curitibano.

Títulos do Bolão fica com Desesperados

O Pavilhão do Bolão estava lotado para a definição do grupo campeão do Campeonato Interno do Clube Curitibano. Nos dias 27 e 28 de novembro, o Grupo Desesperados manteve a hegemonia no masculino e no feminino e conquistou os troféus das duas classes pela 17ª vez nos últimos 26 anos.

No masculino, o time superou a pressão no segundo turno da fase de classificação, após ser superado pelo Invocados na primeira parte. Na final, depois de um disputa decidida nos últimos arremessos, o grupo auri negro derrotou o Invocados por uma vantagem de apenas 0,75 pontos de média (176,75 x 176,00).

“A disputa foi bem acirrada, o time deles é muito bom, praticamente perfeito. Eu até acredito como elenco time deles é mais completo. Mas, a gente conseguiu desequilibrar no final do jogo”, afirmou Darlan Costa Junior, que é presidente do grupo e apresentou um grande desempenho na final ao somar 180 pontos.

No feminino, a equipe entrou no torneio como o grupo a ser batido, já que venceu todos os torneios nos últimos 26 anos. Apesar do favoritismo, acabou sendo superada pelo Albatroz no segundo turno da competição e precisou disputar a final. Em outra decisão equilibrada, as mulheres do Desesperados superaram as Albatroz por 172,75 x 169,75 – de média.

Mesmo com a dinastia, a equipe acredita que a disputa está a cada campeonato mais equilibrada. “Desde que eu entrei no grupo sempre conquistamos os campeonatos. Mesmo assim, a gente se cobra, quer manter esse histórico. Eu sei que cada vez está ficando mais difícil”, disse Marinice Skalski, integrante do Desesperados.

Equilíbrio durante o ano

O Campeonato Interno em 2019 mostrou uma evolução técnica dos 200 bolonistas que participaram da disputa. Com isso, o torneio foi equilibrado. “Há tempos não tínhamos um campeonato tão disputado e emocionante, tanto no feminino quanto no masculino”, exaltou Fernando Cabrera, diretor da Comissão Interna do Bolão.

Para o próximo ano, a tendência é que a disputa fique mais acirrada, já que as pistas do Pavilhão do Bolão serão trocadas e os bolonistas precisam de seis meses para adquirir a melhor adaptação.

Leia também:

Super Sábado do Bolão

3ª etapa do interno de Badminton reúne mais de 30 atletas

Fotos: Tiago Santos/Clube Curitibano.

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades