Notícias
Foto: Gustavo Garrett/Clube Curitibano.

Hoje é dia de celebrar o amor pela Natação

A Natação exige do praticante determinação, concentração e técnica. A cada treino, a cada preparação, a cada competição, a cada mergulho, a cada braçada até a batida na borda da piscina, os nadadores precisam superar pressões e desafios. No dia 8 de abril, todo esse processo é exaltado, já que é comemorado o Dia Mundial da Natação.

No Clube Curitibano, a modalidade é uma das mais tradicionais e está entre as responsáveis pelas principais conquistas esportivas da história centenária da agremiação. Atualmente, a equipe de Natação conta com centenas de atletas, que estão divididos entre as categorias Mirim, Petiz, Infantil, Juvenil, Júnior e Sênior. Além deles, há também os associados que praticam por puro entretenimento.

Isabela Ribas e Júlia Gusso, atletas da categoria Júnior 1, fazem parte do seleto grupo de nadadores que defendem a bandeira do Clube Curitibano nas competições. Desde os 2 anos de idade, as atletas praticam a modalidade e, a cada ano que passa, o amor pela Natação cresce de maneira exponencial.

“O tempo foi passando e eu fui me apaixonando por estar na água”, começa Isabela, que hoje tem 16 anos. “Conforme você vai avançando, fica mais sério. Até o mirim, eu nadava por diversão, totalmente sem compromisso. Foi no petiz que eu comecei a gostar do que estava fazendo, comecei a levar a sério os treinamentos e a rotina. Ir para o clube treinar é a melhor parte do dia, um momento de paz na verdade”, confessa.

Júlia Gusso também continua encantada com a modalidade e exaltou o quanto o esporte é importante para a construção da sua personalidade. “Agora que passou um tempo, eu percebo o quanto a Natação me agregou como pessoa em questão de respeito com os outros, de sempre querer me superar em cada treino”, afirma Júlia, que também tem 16 anos.

A Natação proporcionou para as duas associadas vários momentos inesquecíveis. Para Isabela foi ter sido campeã e recordista brasileira escolar nos 50m livre em 2017. A conquista garantiu a convocação na seleção brasileira que disputou o sul-americano escolar em Cochabamba, na Bolívia.

Já para Júlia o momento de maior felicidade aconteceu no ano passado quando disputou o Troféu Brasil – Maria Lenk. A competição marcou a sua primeira participação em um campeonato absoluto. Na piscina carioca, Júlia bateu em quatro segundos o seu melhor tempo na prova dos 200m peito e disputou a final B do torneio.

Apesar de terem algumas coisas em comum na modalidade, Isabela Ribas e Júlia Gusso têm objetivos diferentes no esporte. Isabela quer continuar nadando, mas como um hobby, já que o sua meta profissional é ser médica. Já Júlia deseja ser uma nadadora profissional e tem como projeto principal disputar os Jogos Olímpicos.

Para os associados que desejam praticar a Natação como competição ou diversão, as duas atletas deixaram um recado que exaltam os benefícios que a modalidade promove para as pessoas. “A Natação traz muitos benefícios para a nossa saúde, e é uma atividade na qual vocês está em contato com a água, é muito relaxante”, revela Júlia.

“O Clube Curitibano tem uma equipe maravilhosa. É preciso confiar no processo e ficar muito unido com o time. Os resultados virão com perseverança, gratidão e confiança”, acrescenta Isabela.

Neste dia 8 de abril, o Clube Curitibano parabeniza todos os nadadores, professores, preparadores físicos, profissionais e colaboradores que fazem parte da equipe de Natação.

 

Leia também:

Mesmo em casa, nadadores praticam atividades físicas

Nadadora do Curitibano entra para história do esporte

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades