Notícias
Arte: Camila Lunard/Clube Curitibano.

Dia Internacional da Dança celebra arte e cultura

Há quase quarenta anos – trinta e oito, precisamente – o dia 29 de abril foi instituído como o Dia Internacional da Dança pela UNESCO. A data escolhida é uma homenagem ao mestre e bailarino francês do século XVIII, Jean-Georges Noverre, nascido neste dia. É claro que para aqueles que amam saltar, piruetar e alongar, todo dia é dia da dança. Mas hoje é uma data carinhosa de celebração à importância desta arte na sociedade e no indivíduo

O Clube Curitibano tem a Cultura como um de seus principais pilares. É por isso que, além de Teatro, Artes Visuais e Música, o incentivo à Dança está presente no dia a dia do associado, por meio de apresentações, ensaios e aulas para todas as idades. A bailarina e coreógrafa Marlene Rodak descreve a dança em uma palavra: transformação

“Pra mim, a dança tem o significado de transformar o ser humano num ser alegre conectado com a sua própria felicidade. Quando você se permite dançar, além da perspectiva técnica, seu ser inteiro vibra em uma única sintonia. É muito lindo”, ela diz. 

Atualmente, o Clube tem três equipes: Corpo de Baile (equipe de Ballet Clássico), Pré-Cia de Dança (equipe de Jazz e Musical) e Companhia de Dança (Equipe de Contemporâneo e Musical). 

A grade de aulas oferecida aos associados é completa, começando com Ballet Clássico a partir do Baby Class (3 anos) até o adiantado (16 anos), e também com níveis para adultos acima desta idade. O Jazz Dance tem classes para crianças dos 6 aos 14 anos, bem como o Sapateado Americano, para crianças dos 6 aos 16 anos. Aulas de Hip-Hop são para crianças a partir dos 10 anos. Recentemente, o Clube passou a ofertar aulas de Jazz, Sapateado e Hip-Hop também para adultos. Confira aqui os horários das aulas

A associada Polinna Nitsche Mattei, de 16 anos, dança por toda a vida, tendo começado com apenas dois anos. Ela exalta a arte: “a dança não é somente um refúgio para os problemas, mas é o que faz com que eu seja quem eu sou. O acolhimento do Clube fez da dança minha segunda família”. 

Durante o período de isolamento social, o Clube Curitibano não esqueceu suas bailarinas. Através do Instagram, estão sendo oferecidos conteúdos especiais de Dança na série de vídeos Papo de Bailarina

Polinna, que dança Ballet, Jazz e Contemporâneo, vê a atividade como uma paixão que exige investimento de tempo e paciência. “A dança, a música e a arte são como respirar. E principalmente em tempos de crise como esses, percebemos que a família da Dança do Clube Curitibano não nos abandonou e isso me dá esperança para o futuro, onde sei que posso contar com esse time maravilhoso, no qual eu só tenho o que agradecer”. 

As bailarinas do CC gravaram um vídeo em homenagem ao Dia Internacional da Dança. Confira: 

Leia Também: 

Mesmo em casa, bailarinas do Curitibano seguem dançando

Pacote Cultural garante a entrega de livros e filmes aos sócios

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades