Notícias
Arte: Jeniffer Gutierres/Clube Curitibano.

Entrevista com Frederico A. C. Fortes Filho, vice-diretor de Tênis

Quem poderia imaginar que um associado que dedicou boa parte da sua vida ao Judô se tornaria o atual vice-diretor de Tênis do Clube Curitibano? Mas foi isso que aconteceu com Frederico A. C. Fortes Filho. Apesar da sua ligação com a arte marcial, a história do associado com o esporte de raquete é longeva.

Há pouco mais de 15 anos, Frederico iniciou a sua trajetória no Tênis, depois de se formar em odontologia e decidir dar um ponto final na sua carreira como judoca. Precisando praticar um esporte, como ele mesmo disse, o associado aceitou o convite dos amigos que praticavam o Tênis e, desde então, ficou encantado pela modalidade.

“Resolvi experimentar o Tênis e me apaixonei. Foi uma sensação ímpar. Logo, eu já estava participando dos campeonatos internos e dos organizados pela federação paranaense”, afirma Frederico, que também formou diversas amizades por causa do esporte.

Com uma forte ligação com o Tênis, o associado recebeu do Diretor de Esportes de Raquetes e da Sede Lucius Smythe, Antonio Prieto Jr, o convite para ser um dos três vice-diretores da modalidade. Desde então, Frederico divide a função com Larissa de Albuquerque e Sandro Augusto Hungerbuhler.

Nas respostas abaixo, confira quais são os planos de Frederico para a vice-diretoria, que visam melhorar ainda mais o Tênis do Clube Curitibano.

Clube Curitibano: Qual sua função como vice-diretor?

Frederico A. C. Fortes Filho: Somos em 3 vices diretores, espalhados por diferentes grupos de atletas existentes no tênis. Tentamos levar ao diretor de raquetes as principais queixas e desejos dos tenistas.

CC: Quais são os principais planos que estão em andamento sob sua pasta?

F.A.C.F.F.: No início do ano, nós conseguimos organizar um modelo de torneio que já era desejado por vários atletas, implementamos o LP Tennis – o aplicativo para agendamento de quadras. Sabemos que temos muito a contribuir pelo esporte e pelo nosso clube, todos estão vendo que nosso propósito é de continuar que estava bom e de melhorar o que for possível para o dia a dia dos nossos atletas.


Leia também:

Serviço de encordoamento de nível internacional é novidade para os associados

Entrevista com Guilherme Rodrigues Camargo, vice-diretor de Squash

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades