Notícias
Foto: Gustavo Garrett /Clube Curitibano

Golfe promove o bem-estar físico e mental aos associados

Além do aspecto competitivo, o esporte também é uma ferramenta de lazer que proporciona entretenimento, saúde e bem-estar físico e mental. Esses elementos se tornaram ainda mais importantes para todos neste período pandêmico que ainda estamos vivendo no Brasil e no mundo. Neste sentido, o Golfe tem ainda uma outra vantagem: é praticado em um ambiente amplo e totalmente aberto, e permite o distanciamento necessário.

Essa combinação de fatores fez crescer a procura pelo golfe ao longo do último ano em cerca de 60% no mundo inteiro, se comparado a 2019, segundo estimativa das associações do esporte. Para quem pratica a modalidade no Clube Curitibano, soma-se ainda mais um benefício: a beleza do campo e da vista da Sede Romão Rodrigues Branco.

Marcelo Schmid é um dos associados do Clube que ficou encantado pela modalidade praticada no gramado da Romão. Seu filho, Theodoro, tem apenas 11 anos, mas joga Golfe há seis, e foi o grande influenciador do pai. Schmid diz que desenvolveu durante a prática do esporte o controle mental e motriz e também um equilíbrio psicológico, já que o Golfe o ensinou a manter o foco, mesmo diante das adversidades.

“Ele me ensina a controlar a mente, é uma prática de mindfulness [mente limpa] completa, pois temos que viver o momento presente, esquecer dos erros que cometemos há poucos minutos ou daquele obstáculo que você terá que encarar no próximo buraco. E essa prática é muito importante na minha vida profissional e pessoal”, destaca Schmid, que iniciou no Golfe há cerca de quatro anos. Mas, segundo ele, começou a “levar a sério” desde o ano passado.

As ferramentas da modalidade promovem esses benefícios aos praticantes, mas eles são potencializados graças ao contato com a natureza e o ambiente. “Acho fundamental termos um momento de esporte ou de lazer ao ar livre, em contato com a natureza”, começa. “No caso do Golfe, e em especial em nosso Clube, não somente estamos ao ar livre, mas estamos em um cenário fantástico, com um gramado bem cuidado pelos colaboradores da sede, além de muitas árvores, animais e lagos. É uma verdadeira tomada de energia natural para recarregarmos a nossa mente”.

Novos Adeptos

Ficou inspirado, mas não tem experiência nenhuma com os tacos? Isso não é problema. Os técnicos do Golfe no Curitibano garantem que é possível aprender em qualquer idade. Para facilitar esse acesso, foi criado o Programa Primeira Tacada, composto por clínicas exclusivas para iniciantes. Também fazem parte do programa algumas aulas do Golf Experience – simulador instalado no Centro de Integração da Sede Barão do Serro Azul

“O Golfe exige planejamento, dedicação árdua e paciência. Gosto de comparar o esporte a um empreendimento, onde você precisa planejar, criar e confiar, é um processo”, diz Schmid. “Mesmo nas derrotas, o importante é se divertir sempre e lembrar o quanto somos privilegiados em poder ter acesso a um esporte e ao campo de Golfe tão maravilhoso.”


Leia também:

Com nadadores do Curitibano, CBDA divulga a lista da seletiva olímpica

Campeonato Virtual de Embaixadinhas promove diversão e nostalgia aos associados

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades