Notícias

Guilherme Villela é o novo vice-diretor de Tênis do Curitibano

O engenheiro e empresário no agronegócio, Guilherme Villela Miguel é um grande fã do tênis desde a infância. Começou a praticar aos 12 anos em sua cidade natal, Ponta Grossa, no interior do Paraná. Villela frequenta a Sede Lucius Smythe pelo menos quatro vezes por semana. Ele, a esposa, Susana, e os dois filhos, Bernardo e Alexandre, são todos praticantes de esportes no Clube Curitibano. “Sou um apaixonado pelo esporte e pelas amizades que me traz diariamente”, conta.

Villela assume a vice-diretoria de Tênis do Clube Curitibano dando continuidade ao excelente trabalho de Sandro Hungerbuhler, que faleceu em 27 de março deste ano. Conversamos com o novo vice-diretor para saber mais sobre o trabalho que será desenvolvido a partir de agora e os desafios que o esperam. Acompanhe a entrevista:

Clube Curitibano: Qual será a sua função como vice-diretor de tênis e o que significa para você assumir o cargo?

Guilherme Villela: Basicamente, ouvir as demandas dos praticantes e levar à Diretoria. Obviamente, sempre dentro do bom senso e respeitando todos os limites para que tais demandas sejam colocadas em prática.

Assumir esse cargo será uma experiência interessante, buscando sempre agregar valores aos associados e praticantes do tênis. Para mim, agregar valor tem tudo a ver com a satisfação de nossos “clientes” que são os associados.

CC: Quais são os principais desafios que o tênis do Clube enfrenta atualmente?

GV: Como toda nossa sociedade, passar por esta terrível pandemia sem colocar em risco a saúde de todos. E claro, como mencionei anteriormente, implementar os anseios dos associados dentro das possibilidades e recursos disponíveis diante desse cenário caótico.

CC: Quais são os seus planos e expectativas para a pasta?

GV: A expectativa é dar continuidade àquilo que está em andamento e, aos poucos, trazer novas ideias e novos projetos, que trago do convívio com meus amigos praticantes do tênis. Obviamente, tudo dentro daquilo que é viável e adequado à realidade que vivemos. 

CC: Para você, o que chama sua atenção na escolinha e equipe de tênis do Clube?

GV: Apesar de a escolinha e a equipe não estarem dentro do escopo de minha função, sempre que vejo a escolinha, o que chama a atenção é o grande número de crianças. Como o esporte é maravilhoso, penso que só fará bem a essas crianças.


Leia também:

Prepare-se para o Race Game especial Olímpiadas!

As toalhas voltam de forma mais consciente e sustentável

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades