Notícias
Foto: Tiago Santos/ Clube Curitibano

João Carneiro é convocado para Pan de Badminton

O atleta de Badminton do Clube Curitibano João Pedro Rasera Carneiro foi convocado para representar a Seleção Brasileira no Pan Americano Júnior de Badminton. Aos 13 anos, o atleta comemora sua primeira participação em um torneio internacional. Ele embarca para Acapulco, no México, em 13 de julho e o evento está marcado para acontecer entre os dias 19 e 23 do mesmo mês.

João conheceu o esporte há cerca de 4 anos, em uma Colônia de Férias. Se identificou e logo fez a matrícula para as aulas. Sob os treinamentos de Pedro Chen e Manuela de Brito, o atleta se desenvolveu rápido no esporte, evoluindo degrau por degrau. “No começo, o objetivo era participar de um campeonato interno. Então ele sonhou com o metropolitano, com o estadual, e aí veio o nacional. Agora foi chamado para o Pan, o que é muito especial”, conta Pedro.

A convocação de João se deu através da sua posição no ranking nacional de Badminton. Em 2021, o atleta foi surpreendido com a 2º colocação na categoria sub 15. O resultado veio após o esforço na participação em 4 campeonatos brasileiros, entre 2019 e fevereiro de 2020. Devido à pandemia de Covid-19, o calendário de competições está parado desde o ano passado, logo o Pan Americano será o primeiro torneio que João e os demais atletas da Seleção Brasileira participam desde então.

Preparação

João Carneiro pode ser encontrado nas tardes de segunda, quarta e sexta na Sede Barão do Serro Azul, treinando incansavelmente. Ficou um período parado em 2020, mas voltou com tudo em 2021, principalmente após a reforma do Ginásio com incentivos do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC). Para o atleta, o Curitibano tem o melhor ginásio esportivo do Brasil.

“É sensacional poder participar disso tudo. Vale muito pela experiência, de conhecer atletas de diferentes lugares. Eu estou ansioso para viajar!”, comentou o jogador de Badminton. Para a viagem, ele conta com a companhia de Pedro Chen. O treinador tem experiência de sobra, uma vez que já representou o Brasil em diversas oportunidades. “Como é o primeiro internacional dele, é normal sentir nervosismo. É outro país, outra língua. Além da técnica, estamos trabalhando bastante o psicológico, para tornar a experiência ainda melhor”, compartilha Pedro.

 


Leia também 

Curitibano vai disputar a Copa Sul-Americana de Basquete

Jogos de alto nível na Barragem de Tênis

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades