Notícias
Arte: Jeniffer Gutierres/Clube Curitibano.

Jogos de alto nível na Barragem de Tênis

Iniciada no mês de abril, a Barragem de Tênis tem atraído atenção dos tenistas do Clube Curitibano, devido à sua duração mais longa, o nível de jogo mais elevado em cada uma das seis categorias, mas principalmente o formato de disputa do ranking geral. Para aumentar o vínculo competitivo entre os associados, agora os seis melhores classificados de cada classe vão disputar o torneio Finals em dezembro, que vai definir os campeões da temporada.

A fórmula de disputa da Barragem é a seguinte: os jogadores masculinos e femininos inscritos no torneio estão separados em cinco categorias (2ª a 6ª classe), de acordo com o ranking interno ou com base na avaliação feita pela comissão técnica organizadora da competição.

A partir disso, sempre no início da cada mês, os atletas participam de um sorteio que define as duas partidas de simples que devem ser disputadas dentro do período mensal. Quando e onde as partidas serão disputadas é de responsabilidade dos tenistas, que agendam os seus jogos na plataforma LetzPlay.

Cada vitória vale um ponto e ela é computada na classificação final. Os seis melhores atletas no dia 30 de novembro disputam o Finals e os finalistas serão premiados ao término da Barragem.

“O formato de barragem que foi adotado é bem interessante, pois nivela automaticamente os jogadores ao longo do torneio, já que tem uma duração maior em comparação com as competições regulares. Ela também ajuda que todos joguem sem exceção, pois limita a dois jogos por mês, dando bastante tempo para que se programem nos agendamentos dos jogos”, destaca Guilherme Mehl, que terminou o mês de junho na liderança do ranking da 3ª classe.

O nível de jogo e a possibilidade de continuar a evoluir o desempenho dentro de quadra durante cada partida também é uma das principais características da Barragem destacada pelos jogadores.

“O que mais me motivou para entrar na barragem foi a possibilidade de ter jogos competitivos, não só de brincadeira entre amigos. Às vezes, a competição faz com o seu nível de jogo possa subir um pouco, além do fato de conhecer outros colegas que praticam o mesmo esporte e elevam o seu desempenho. Tudo isso faz com que a gente pratique e treine mais”, afirma Eduardo Lauand Neto, 1º colocado no mês de junho na 4ª classe.

O torneio feminino conta com apenas uma categoria. No último mês de junho, a classe foi liderada pela associada Andrea Marcondes, que está treinando forte há dois anos. “Terminar o mês de junho na liderança do ranking é uma alegria. Eu estou treinando, fazendo um trabalho bem legal há dois anos com o Reinaldo e o Márcio. Então é um reconhecimento do trabalho”, enaltece

Adepta da competição, Andrea, assim como Eduardo, também destaca que a Barragem vai contribuir para a melhora dos atletas. Entretanto, pede que mais mulheres se inscrevam na próxima edição para que os jogos sejam ainda mais competitivos.

“Eu lamento que a quantidade de mulheres inscritas tenha sido muito baixa e fez com que fosse criado apenas uma categoria, porque o ideal era que os jogos fossem mais equilibrados por categorias. Mas entendo também a dificuldade do Clube de mobilizar tudo isso e também o fato das mulheres preferirem os jogos em duplas”.

Mensalmente no Instagram das Raquetes, o ranking com os seis melhores tenistas por categoria classificados para o Finals é divulgado no feed. Para conferir a classificação mensal e saber quem são os seis melhores, siga o perfil dos esportes de raquetes no Instagram e fique atento às atualizações!

Confira o top 6 das categorias da Barragem de Tênis do Curitibano:


Leia também:

Passaporte do Tenista dá início a uma nova jornada no esporte

Anos 1980, a década que o Curitibano teve dois atletas olímpicos

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades