Notícias
Foto: Divulgação/Leme to Pontal Swimming Association.

Nadadora do Curitibano entra para história do esporte

Com apenas 16 anos, Mariana Chevalier Santos já registrou o seu nome no livro de história da Maratona Aquática mundial. No dia 14 de março, associada do Clube Curitibano nadou 36 km para se tornar a mais jovem atleta a concluir a Travessia do Leme ao Pontal, uma das provas mais tradicionais de águas abertas.

Para atingir o feito histórico, Mariana Chevalier mergulhou no mar do Rio de Janeiro às 2h02 da manhã, sob o acompanhamento do seu técnico Julio Wood Saldanha, a observação de Ricardo Patrick Lima, da LPSA (Associação de Natação Leme ao Pontal), e a escolta do comandante Max Paim Viglio, piloto do barco “Boa Sorte”. 

Durante a madrugada, a nadadora passou por diversas dificuldades, já que precisou superar contínuos momentos de enjoos. Mesmo assim, Mariana conseguiu gerar e manter um ritmo forte de braçadas.

Após o amanhecer, a atleta do Clube Curitibano atingiu a marca de 16 km percorridos, e, apesar de concluir a metade da travessia, conseguiu aumentar a velocidade. Nos 10 km finais, a nadadora mostrou que estava em plenas condições físicas e surpreendeu a todos quando elevou a performance do nado e fechou a prova com o tempo de 9h42min.

Vídeo: Julio Wood Saldanha/Clube Curitibano.

A marca foi a terceira melhor entre as mulheres na história da Travessia do Leme ao Pontal. Além disso, Mariana Chevalier tornou-se a 31ª atleta a completar o desafio na categoria solo. Treinador da atleta desde 2017, Julio Wood Saldanha exaltou o feito histórico da sua aluna.

“Foi um dos momentos mais felizes que presenciei como técnico. A preparação foi perfeita, com treinos específicos e também no mar”, começa Saldanha. “Quero agradecer o apoio do Clube, do nosso Diretor André Luiz Diniz que acreditou no projeto. Uma conquista enorme para o Curitibano”, enaltece.

Julio Saldanha também destacou a dedicação de Mariana Chevalier durante a Travessia. “Acompanhar uma atleta tão nova passando por várias situações, como passar mal três vezes durante a prova, e ela mesma saber resolver, é muito positivo. Foi demais”, comemora o treinador.

Após a Travessia do Leme ao Pontal, Mariana Chevalier continua a preparação para a prova ainda mais desafiadora: o Canal da Mancha. Mas antes, a nadadora vai participar da Maratona de 45 km da Ilha do Mel, no Paraná. 

Para acompanhar a preparação de Mariana Chevalier Santos, basta seguir a página do Instagram@marianavaiamancha.

Leia também:

Nadadores representam o Brasil na 2ª Copa UANA

Visando Tóquio 2020, nadadoras vão treinar na altitude

Compartilhe

Veja mais

Fique por dentro das novidades